Diário alimentar auxilia no emagrecimento

Sabemos que o excesso de peso não é algo saudável. Mas a perda de peso sem critério, através de dietas radicais, também é prejudicial à saúde. O ideal para perder peso e manter uma boa saúde é adotar uma alimentação equilibrada através da reeducação alimentar.


Iniciar um processo de reeducação alimentar nem sempre é fácil, pois requer mudanças, eliminar velhos hábitos que já se tornaram automáticos e incorporar outros, ainda estranhos.


No entanto, essa etapa não precisa ser complicada, pelo contrário, uma alimentação mais saudável pode ser simples, barata e fácil de realizar. Para começar, é preciso revisar a sua dieta e realizar trocas que favoreçam a sua nutrição gradualmente.


Uma ferramenta que pode auxiliar nesse processo é o DIÁRIO ALIMENTAR.

O diário alimentar é o registro de tudo o que a pessoa ingeriu durante o dia.

Escrever tudo que se consome promove um aumento de consciência em relação à quantidade e qualidade do que se come, e dessa forma a pessoa terá mais facilidade em identificar os hábitos que poderá fazer mudanças.


Dicas de Como Manter um Diário Alimentar

  • É fundamental que se anote tudo, absolutamente tudo o que foi ingerido, diariamente. De nada adianta fazer esporadicamente, ou deixar de fora alguns alimentos. Isso é enganar a si próprio, e consequentemente, o diário deixará de ter a utilidade proposta.

  • Sempre que possível, escreva imediatamente após a ingestão do alimento, não espere até o fim do dia, para não esquecer algo ou a quantidade ingerida.

  • É importante padronizar as porções, através de copos ou colheres de medição.

  • Para cada alimento consumido, incluir as seguintes informações: tipo de alimento, horário da ingestão e a quantidade.

  • Não pule finais de semana e feriados. Devem ser encarados como dias comuns para quem está numa dieta para emagrecer. Principalmente porque nesses dias há uma tendência de se abandonar as dietas.

  • Algumas pessoas têm o hábito de “beliscar” durante o dia todo. Isso tudo deve ser incluído, pois fará diferença, e muita, no total das calorias diárias. Pessoas que costumam comer enquanto assistem TV não têm a menor noção da quantidade de alimentos que estão ingerindo: pacotes inteiros de bolacha, salgadinhos, sorvetes e outras tantas guloseimas, altamente calóricas. É fundamental que elas entrem no diário alimentar.

  • Tome nota de como você se sente após consumir certos alimentos. Alguns podem lhe dar sensação de cansaço por serem muito ricos em gorduras, outros, com cafeína demais, costumam deixar a pessoa agitada.

A manutenção de um diário alimentar, seja ele num caderno, numa planilha, enfim, qualquer lugar onde a pessoa se sinta à vontade escrevendo, começará a surtir efeitos após alguns dias, caso a pessoa esteja realmente empenhada em sua reeducação alimentar.


Após os primeiros dias, analise seus hábitos e tire suas conclusões. Observe o que consumia na primeira semana, veja os progressos na segunda semana, e assim por diante. Isso ajudará a definir metas e reduzir porções alimentares.

8 visualizações