A alimentação e os cinco sentidos

Comer sem dúvida é um dos grandes prazeres que podemos desfrutar, além de nos proporcionar momentos de convívio e confraternização com as pessoas que queremos bem.


No ato da alimentação é despertada uma experiência multissensorial, todos os nossos cinco sentidos são acionados, criando diferentes sensações.

Cada um dos sentidos – visão, audição, tato, olfato e paladar – tem peculiaridades próprias que participam ativamente na percepção dos alimentos.

Através da visão observamos a aparência e temos as primeiras impressões de um alimento; o olfato nos dá a percepção do odor e do aroma; a audição é acionada pela sonoridade produzida pelo alimento; pelo tato percebemos a textura, temperatura e consistência do que estamos comendo; e temos ainda o paladar, que é o sentido pelo qual sentido o gosto e o sabor da comida.


Quando prestamos atenção a cada um dos sentidos, apreciando a aparência, aspirando profundamente para sentir todos os aromas, identificando cada nuance dos temperos usados no preparo do prato, sentindo as diferentes texturas e consistências aumentamos a sensação de prazer e saciedade, o que leva naturalmente redução da quantidade de alimento que ingerimos.


Fazer pratos coloridos, não se alimentar na frente da TV para poder ouvir os sons produzidos quando comemos, sentir o aroma, mastigar vagarosamente e degustar devagar sentindo a explosão de sabores, são dicas de como usar os cinco sentidos durante a alimentação.


Bom apetite!


Cleoci Rockenbach

Psicóloga – CRP 07/13226


4 visualizações